27 de outubro de 2009

É fato: não se vive mais sem a tecnologia.

É tão impregnada em nossa vida que podemos produzir em nosso corpo a capacidade de não se alimentar por algum tempo, mas viver sem a tecnologia, a cada dia que passa se torna mais difícil.

O mais impressionante, é que mesmo sabedores desta necessidade, não conseguimos desvincular tecnologia de crianças e jovens curiosos e vívidos em descobrir o que há de novo.

Anos passam, a tecnologia entranha em nossas vidas a velocidades cada dia mais vertiginosas, e profissionais em informática são sempre aqueles “meninos que resolvem tudo”.

Trabalho com tecnologia há anos e ainda não me sinto reconhecido ou valorizado, mas sempre encontramos alguem para reconhecer o nosso serviço como hoje mesmo fui lembrado no blog do meu cliente Marco Aurélio isso é bem gratificante para os profissionais da área de informática.

Sinto que a classe, exatamente pela promiscuidade existente, em que cada um pensa dominar a tecnologia, é desmerecida por pessoas que se sentem no direito de palpitar decisões e questionar veredictos.

Gosto da comparação: “gente que trabalha com informática e médico são todos iguais! Dizem um monte de coisas que ninguém entende e sempre receitam a compra de algo ao final do atendimento!”.

Por decisão pessoal, minha formação acadêmica foi Analista de sistemas.

Mas acredito que o advogado, também necessita tecnologia; o engenheiro também que o diga: santo AutoCAD nosso de cada dia! Médicos então? Diria que a maior beneficiaria de todos os tempos com o advento da tecnologia crescente, seria a medicina.

Diagnósticos cada vez mais precisos e confiáveis.

Otimização de tempo e redução de custos.

Aproveitamentos dos recursos, tanto humano quanto financeiro de uma empresa.

Lucro.

Poderia citar inúmeros benefícios que a tecnologia traz e ainda não seria esgotada toda a sua capacidade de surpreender a seu usuário.

E ainda assim, falta o reconhecimento destes Profissionais.

Com “P” maiúsculo não para qualquer um que demonstre conhecimento superficial, mas sim para aqueles que se dedicam em estudar, conhecer, aprender, dominar e aplicar a utilização máxima da tecnologia em favor de todas as outras áreas fins.

Falta reconhecimento à área que é o meio fornecedor de todo o conhecimento para as demais áreas fins.

Falta o louro pelas conquistas que as outras áreas galgam e o sempre esquecido CPD engole sempre pela pressão da urgência e necessidades iminentes.

A tecnologia não é nada, assim como o remédio não é nada! Ambos necessitam ser estudados, entendidos, compreendidos e aplicados da melhor forma possível para obtenção do resultado esperado.

Por isso, é urgente a necessidade de valorizar aquele que torna eficaz o uso de tanta tecnologia.

Ao nosso povo, viva aos Profissionais da Informática!

3 comentários:

Beltrão disse...

GRILINHO ESSE TEU BLOG EH MASSAAAAAA DOIDO!!!! AH MULEQUE!!!

João Roberto disse...

kkkk é isso ai meu filho fazemos o que pudemos para melhorar mas o pessoal da informatica

wilkson disse...

poxa gostaria de saber c vc pode me arrumar os driver de uma placa de captura Gv-600v4/4.22

meu e-mail é
wilkson.guimaraes@gmail.com

voltar para o topo